Brasimet reestrutura operação e concentra atividades

Brasimet reestrutura operação e concentra atividades

Passados quase dois anos desde que a inglesa Bodycote deixou o mercado brasileiro, a Brasimet dá início a mais uma fase em seu processo de reestruturação. Agora, a empresa – que conta com tradição de mais de 75 anos no mercado nacional – está dando início à unificação e integração das plantas de Campinas e Jundiaí, ambas no Interior de SP, medida que não afeta a unidade de Joinville (SC).

A unificação reunirá numa mesma planta os serviços de tratamento térmico, que estavam na unidade de Campinas, e os serviços mais voltados a ferramentas, como revestimento PVD, têmpera, revenimento, brasagem e nitretação a plasma, baseados em Jundiaí. “Esta integração aumentará nossa performance, já que muitos dos serviços são complementares”, informa Daniel Ávila, diretor da Brasimet, acrescentando que a medida também permitirá otimizar recursos e mão de obra, já que não será necessário ter duas estruturas para as áreas de PCP, qualidade e vendas.

Simultaneamente, a empresa trabalha para ampliar a capacidade produtiva com a instalação de equipamentos que estavam parados e de outros que foram retrofitados. “Um dos diferenciais da Bodycote Brasimet era a quantidade e a qualidade de seus equipamentos”, conta Ávila. Com isso, a planta de Jundiaí passará a oferecer maior variedade de serviços ao mercado, contando com processos agregados de tratamento térmico com atmosfera protetiva (com fornos poço e câmara): cementação, carbonitretação,têmpera, revenimento e o exclusivo processo de nitretação com oxidação.

Na área de revestimentos PVD, além das coberturas-padrão (com base titânio, cromo e alumínio), para ferramentas de corte, estamparia, conformação e injeção, a Brasimet tem buscado entrar em novos nichos. Recentemente, desenvolveu camada especial para a fabricação de vidros e passou a atuar no segmento de camadas decorativas.

De acordo com Ávila, desde que a Sadalla Tecnologia Industrial assumiu a operação, em Outubro de 2015 (a princípio a Bodycote informou que a Thermix assumiria a operação) a Brasimet vem recuperando seu espaço no mercado. “No primeiro semestre já conseguimos empatar em faturamento com o primeiro semestre de 2015, quando a Bodycote ainda estava no controle da operação”, informa.

Em relação às perspectivas para este ano, diz que, apesar do mercado ainda instável, as expectativas são boas, melhores do que ano passado. “Estamos participando de alguns grandes projetos, especialmente no segmento aeroespacial (inclusive estamos em processo de certificação ISO AS 9100 (NBR 15100), específica do setor aeroespacial) e que deve incrementar nosso faturamento”, conclui.

Texto originalmente retirado de: http://www.usinagem-brasil.com.br/12172-brasimet-reestrutura-operacao-e-concentra-atividades/pa-1/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *