Fim de ano

Enquanto escrevo estas linhas somos surpreendidos com o anúncio da deflagração do processo de impeachment de nossa presidente. Embora seja o início da longa sequência de idas e vindas no congresso brasileiro, que tanto pode acabar em sua substituição como em sua continuidade, em qualquer caso o assunto fecha com melancolia um ano que tem de tudo para ser esquecido.

Quando revejo meus editoriais deste ano percebo que no início estávamos bastante otimistas, até por causa da nova sede que passamos a ocupar em primeiro de Janeiro de 2015. Outro motivo foi o novo layout da revista, que de tempos em tempos é repaginada e, em 2015, teve uma alteração mais substancial, inclusive com novo logotipo. Estávamos prevendo uma série de seminários ao longo do ano. A programação da nossa divisão Grupo Aprenda previa eventos novos em 2015 e nitretação era um deles. O ano promete, escrevia eu naquela oportunidade.

Prometeu surpresas, mas não precisavam ser tão negativas. A chamada de capa da edição Abril a Junho já dava o tom do momento em que passávamos: Bodycote encerra atividades no Brasil. Talvez a notícia com maior impacto em nosso setor nos últimos anos, o fechamento da empresa que outrora possuía a maior unidade de tratamento térmico do hemisfério sul, a unidade de Santo Amaro, então sob o nome Brasimet, deixava o nosso país. Pessoalmente, foi uma edição complicada, pois eu voltava de viagem do maior evento mundial da área de processamento térmico, o conjunto de feiras Thermprocess / Gifa / Metec / Newcast, na Alemanha.

Não somente o seminário de nitretação não teve como ser realizado como também o de vácuo foi cancelado. O ano maltratava qualquer programação. As chamadas de capa continuavam a ser negativas: a Aichelin também encerrava no Brasil sua unidade própria. Outras empresas seguiam o mesmo destino, algumas fechavam unidades para reagrupar atividades. Sem indústria não há desenvolvimento, escrevia eu na edição de Julho a Setembro. Referia-me a eventos dos quais havia participado em que essa era a palavra de ordem. Palavras copiadas de Carlos Pastoriza, presidente da ABIMAQ.

E o ano que agora chega no final deixa mais uma marca em nosso caminho. A partir de agora vamos publicar a Industrial Heating apenas em meio digital. Primeiro, por ser praticamente impossível conciliar os custos para imprimir e enviar a revista. E, principalmente, pelo crescente número de acessos em nosso site e downloads da edição digital. Em 2016 esses índices serão ainda maiores, pois um novo portal da revista estará no ar.

Mas o ano também nos trouxe alegrias. Na área de eventos registramos alguns seminários muito interessantes. Como, por exemplo, o de processos de tratamentos térmicos, realizado nas instalações da Zen, em Brusque (SC). Outros seguiram culminando com o III Seminário de Forjamento, realizado no IPT, em São Paulo. Para 2016 continuamos ambiciosos, 7 eventos estão previstos. Iniciando em Março com o III Seminário de Processos de Tratamentos Térmicos, que dessa vez será realizado nas instalações da FACENS, em Sorocaba (SP).

Chamo atenção para as colunas imperdíveis que apresentamos nesta edição: Emissões de CO2: De Ameaça a Oportunidade, de Antonio Augusto Gorni; Economia para Melhorar o Isolamento Térmico, de Claudio H. Goldbach; Alterações Recentes no Inovar-Auto, de Carina Leão; P&D e Inovações Tecnológicas, de Marco Colosio; e Implementação da Simulação, escrita por Alisson Duarte da Silva e Ricardo A. Micheletti Viana.

Boa leitura!

Udo Fiorini
Udo Fiorini
Sócio por 10 anos de uma empresa de fornos industriais. Formado em jornalismo pela PUC Campinas, desde 2008 edita no Brasil as revistas Industrial Heating e Forge. Sócio da empresa Grupo Aprenda que realiza cursos, seminários e eventos voltados para as áreas atendidas pelas publicações da S+F Editora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *