Novos materiais podem revelar bons nichos no mercado

Novos materiais podem revelar bons nichos no mercado

Por Marco Colosio

Em recuperação de uma fase amarga, enfrentada nos últimos dois anos em consequência da recessão local, a indústria automotiva sinaliza a procura por novos produtos para ganhar competitividade e conquistar novos mercados. Neste cenário de desafios, a engenharia deve se concentrar em aplicações de materiais que realmente acrescentem valor aos veículos. Essa é a regra principal. Não há tempo a perder com temas secundários.

Hoje a principal busca é a redução de custo, que pode ser obtida, por exemplo, com o desenvolvimento de projetos mais robustos, que façam o emprego de aços avançados e outros materiais mais leves, a exemplo de compósitos e alumínios. É sempre válida a discussão sobre o custo por quilo. Isto é, o material pode ser mais caro a princípio, mas o produto final pode ser mais barato se o material for usado em menor quantidade.

Mas não basta somente dispor de novos materiais se não houver domínio de novos processos, que permitam eficientes aplicações nos veículos, como soldagens ou até fixações por adesivo. Os novos materiais apresentam características diferentes, que necessitam de conhecimentos também diferentes. Sem a disseminação dessas experiências, o risco é estacionar em alguns processos.

Para a criação de ambiente favorável de crescimento, com novas rotas de pesquisa e desenvolvimento de produtos, é fundamental o conhecimento dos processos que viabilizem o uso dos materiais como, por exemplo, aplicação de aços estampados a quente (PHS – Press Harderning Steel), soldagem de aços de alta resistência e soldagem de alumínio. Todos esses processos são hoje temas de primeira linha para a indústria nacional.

Especialistas de diferentes setores da cadeia automotiva, responsáveis por materiais, processos e produtos, estarão reunidos para debater o assunto no 10º Simpósio SAE BRASIL de Novos Materiais e Aplicações na Mobilidade, que será realizado no Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), em São Paulo, nos dias 6 e 7 de Junho. É hora de identificar oportunidades que possam revelar bons nichos no mercado.

Nesta edição, o encontro abordará o avanço dos aços, com foco em produtos de aços planos, longos e inoxidáveis, a presença crescente do alumínio nos produtos da carroceria (BIW) e a forte promessa dos compósitos para a melhoria de desempenho e a redução de peso, além do vasto campo de aplicações dos materiais em peças automotivas, com ênfase nos novos processos de manufatura.

 

* Marco Colosio é gerente de Engenharia do Produto da General Motors do Brasil e chairperson do 10º Simpósio SAE BRASIL de Novos Materiais e Aplicações na Mobilidade. É autor da coluna Pesquisa & Desenvolvimento na revista Industrial Heating.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *