O que faz uma boa empresa?

Quando a edição da revista Fortune chegou às ruas em Fevereiro com as “100 melhores empresas para se trabalhar”, eu decidi escrever uma coluna com diversas ideias sobre como nós podemos fazer com que nossas empresas sejam os melhores lugares para se trabalhar. Para as novas empresas isto é particularmente importante, pois 08 de 10 novas empresas abrem falência dentro dos primeiros 18 meses, conforme Bloomberg.

Para aqueles de vocês cujas empresas estão estabelecidas, esse limite já foi ultrapassado com sucesso, mas o próximo desafio pode ser envolver os funcionários e tornar a sua empresa um lugar no qual eles queiram trabalhar. De acordo com uma pesquisa da Moneymagazine, 70% das pessoas não estão engajadas em seu trabalho atual. Isto soa como um grande desafio, já que se torna complicado pelo fato de que diferentes gerações parecem valorizar as coisas de forma diferente na busca por uma boa empresa para se trabalhar. Adam Witty, CEO da Advantage Media Group, apresenta alguns pontos:

• Funcionários bem egocêntricos que não podem colaborar podem sufocar a criatividade.
• Onde a diversão e o trabalho se encontram entendem os funcionários que fazem a diferença.
• Os funcionários precisam entender o “porquê” do que você faz como uma empresa.
Vamos olhar para algumas coisas que as “Melhores empresas para se trabalhar” fazem para torná-las as melhores (segundo a Fortune). Isto inclui, mas não se limita ao seguinte:
• Coloque os funcionários antes dos lucros. Em uma empresa, o CEO e a diretoria desistiram de seus bônus para que os funcionários pudessem manter os deles.
• Trate os funcionários e clientes como uma extensão da sua família.
• Crie uma cultura na qual os funcionários podem se divertir. Alguns exemplos são os almoços livres às sextas-feiras ou outras oportunidades para que as pessoas se reúnam.
• Horários flexíveis e boa remuneração. Alguns planos de aposentadoria patrocinados pelo empregador atingem contribuições de 100% sobre 8% do salário.
• Algumas empresas oferecem regalias como períodos sabáticos. Estes podem ser total ou parcialmente pagos e variam de 4 a 12 semanas de duração.
• Dê de volta. Algumas empresas promovem doações para a caridade dos seus empregados ou fornecem doações para uma instituição de caridade se um funcionário for voluntário lá. Uma empresa fornece cinco dias pagos por ano para incentivar o voluntariado na comunidade.

É fácil simplesmente escrever algumas dessas ideias, porque muitas dessas empresas não estão na indústria de processamento térmico. Isso é verdade, mas se você está procurando alguns exemplos da indústria, confira a PPG, a Alcoa e a Eaton South Bend (planta de Indiana). A Eaton foi nomeada um dos melhores lugares de Indiana para se trabalhar em 2014, e eles fazem engrenagens forjadas. A instalação personifica a filosofia do “Doing Business Right” da Eaton, capacitando suas pessoas, mantendo um ambiente inclusivo e promovendo uma organização de aprendizagem. Os “5 Conceitos Básicos” da South Bend são:

• Segurança em primeiro lugar
• Confiança
• Respeito mútuo
• Comunicação
• Envolvimento

Já aludimos sobre as diferenças geracionais no que diz respeito a fazer das empresas bons lugares para se trabalhar. Ao mesmo tempo em que os boomers (nascidos em 1946-1964) estarão no jogo ainda por um tempo, esta geração já começou a se aposentar.

Um subconjunto específico – Geração Z – nasceu na década de 1990 a 1999. Por definição, isso é realmente apenas metade de uma geração, mas o mais velho começou a se formar na faculdade. Curiosamente, ambos os meus filhos caem no subconjunto Geração Z.

Em 2019, espera-se que 30 milhões (desta Geração) estarão no mercado de trabalho. Como grupo, eles são a geração dos smartphones e a eles nunca faltou um fluxo constante de dados. Como resultado disso, as habilidades interpessoais desse grupo são muitas vezes fracas e eles podem não ter as maneiras básicas que foram enraizadas em outras gerações em uma idade precoce.

Estudos indicam que, enquanto eles têm uma enorme energia e entusiasmo, a Geração Z carece de alguns dos princípios básicos, tais como a responsabilidade pessoal e hábitos de trabalho. Isso significa que eles podem ser bons trabalhadores, mas eles são de alta manutenção. Proporcionar um bom ambiente de trabalho para essas pessoas será diferente do que para seus antecessores geracionais. Aqui estão algumas ideias de Bruce Tulgan, fundador da Rainmaker Thinking (órgão que atua na pesquisa sobre gestão e local de trabalho):

• Manter relacionamentos de alta intensidade: grupos de trabalho pequenos e bem definidos e uma cadeia de comando com um líder com estilo de professor.
• Investir em um comportamento de ensino, porque eles vão precisar de orientação contínua no atendimento ao cliente, no relacionamento interpessoal, hábitos pessoais de trabalho e conduta apropriada.
• Trabalho bem estruturado.
• Mostrar-lhes o prêmio: eles têm sido recompensados por tudo o que fizeram na vida.
• Criar postos de trabalho dos sonhos para atrair as estrelas em ascensão.

Bem, parece que temos este trabalho finalizado para nós. Esperançosamente, nós lhe fornecemos algumas ideias para tornar a sua empresa um bom local de trabalho agora e para as gerações futuras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *