Tecnologia em forno elétrico para fundição de metais resulta em até 25% de economia em energia

Tecnologia em forno elétrico para fundição de metais resulta em até 25% de economia em energia

Cortar gastos sem perder a produtividade. Eis aí uma equação que muitos empresários têm recorrido nestes tempos de economia difícil. Quando se fala em metalúrgicas que trabalham com fundição de metais isso é ainda mais complicado, já que a conta de energia pesa diretamente no custo de produção.

Para essas empresas, uma opção de poupar está nos fornos a cadinho da Jung. Próprio para derreter metais não ferrosos, os equipamentos de alta tecnologia garantem desempenho com baixo consumo de energia quando comparado aos modelos tradicionais – redução de até 25% em kWh.

Ao confrontar com um forno a gás os custos do quilo de alumínio fundido são 40% menores. Dessa forma, a economia pode ser constatada imediatamente após o início do uso do forno, notável já nos primeiros trinta dias. Dependendo do processo do cliente, o retorno do investimento ocorre em apenas quatro meses, sendo uma excelente opção para quem quer resultado em curto prazo.

Além disso, o sistema de isolamento térmico exclusivo de alta performance do equipamento proporciona baixa temperatura na face externa, permitindo um ambiente de trabalho mais seguro para o operador.

“Já percebemos uma retomada no interesse dos investimentos da indústria de não ferrosos no mercado nacional. Somente no último mês, nossas solicitações de propostas triplicaram e temos boas perspectivas para o segundo semestre”, comenta Diogo Gustavo Jung, diretor da empresa.

 

Características dos fornos a cadinho JUNG

Os modelos comportam de 34 a 720 quilos de alumínio por vez e podem ser elétrico ou a gás (basculante hidráulico ou manual). Têm resistências metálicas espiraladas, com fioKanthal A1, e termopar de câmara tipo K blindado. São os mais indicados em processos no qual a prevenção contra contaminação das ligas é essencial.

A temperatura padrão de fornecimento é de até 1300 °C, dependendo do metal a ser utilizado no processo. Melhor controle da temperatura por meio do acionamento de energia RES e controlador digital PID.

Devido à qualidade dos materiais e componentes, a necessidade de manutenção é baixa.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *