Economia ecoeficiente é destaque na XVIII FIMAI ECOMONDO

Economia ecoeficiente é destaque na XVIII FIMAI ECOMONDO

Evoluir em sintonia com a questão ambiental faz parte da regra de mercado para as empresas que trabalham com o objetivo de consolidar a lucratividade em seus negócios. No Brasil, este movimento vem ganhando espaço desde meados de 1980 quando as empresas foram saindo do método comando-controle por exigência dos órgãos ambientais e passaram a considerar que reduzir desperdícios também diminuía os gastos e aumentava a competitividade. E, desde então, a busca pelo desenvolvimento sustentável vem se fortalecendo e delineando uma nova economia no setor industrial mais dinâmica e abrangente, baseada na ecoeficiência.

Em nível global, hoje é fato que empresas que inseriram esse novo modelo de economia em seus processos produtivos são mais prósperas no mercado. Com base nisso, o desafio de ser produtiva e adequada com os pilares da sustentabilidade fomentam um mercado ambiental promissor que envolve o desenvolvimento de tecnologias, aplicação de sistemas de gestão, soluções integradas, atividades multidisciplinares e capacitação profissional contínua, entre outras ferramentas.

Como indutora deste mercado há 18 anos, a FIMAI ECOMONDO Brasil, que acontece entre os dias 4 e 6 de Outubro, no Pavilhão Verde, do Expo Center Norte, em São Paulo (SP), atua para incentivar iniciativas em prol da indústria e negócios em sintonia com esse modelo promissor. Pioneiro na América Latina, o evento é a grande vitrine do setor, com exposição de tecnologias, serviços e soluções inovadoras nas áreas de Energia, Resíduos, Água, Saneamento, Reciclagem, Emissões, Laboratórios, Emergências Ambientais, entre outros.

 

Da teoria à prática

Para reforçar esse protagonismo, esta edição da feira traz destaques que vão mostrar, na prática, a inserção da economia ecoeficiente em alguns modelos de negócios.

Um dos destaques será o Palco da Inovação onde acontecerão as apresentações do Panorama dos Resíduos Sólidos no Brasil 2015, o Road MAP de Resíduos para o fechamento dos Lixões, Diálogos Abrelpe sobre as 10 visões para o aprimoramento da gestão dos Resíduos, Intervenção Sebrae-Abrelpe – lançamento de publicação sobre Planos de Gerenciamento de Resíduos Sólidos e orientações aos jovens empreendedores da área ambiental, além do Workshop ISWA YPG Brasil, abordando o tema “Desafiando o setor de resíduos sólidos: o papel do jovem profissional nos (novos) negócios”.

Outras atrações importantes são as praças temáticas de Eficiência Energética e Resíduos/Reciclagem.  Durante os três dias de exposição os visitantes serão convidados a acompanhar processos e atividades que permitem um melhor aproveitamento e reaproveitamento de insumos e recursos dentro do conceito da Economia Circular. Com o apoio de entidades corporativas nesses setores: a Abrelpe – Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais; e Abesco – Associação Brasileira das Empresas de Serviços de Conservação de Energia, iremos apresentar o passo a passo de técnicas e sistemas que ajudam na redução do consumo de energia e na gestão adequada dos resíduos. Os visitantes poderão tirar dúvidas e interagir com os mais consagrados players nesses mercados.

Além disso, o evento sediará uma Missão de Matchmaking B2B para PMEs com foco na gestão de resíduos conduzido pelo Low Carbon Business Action in Brasil. Patrocinado pela União Europeia, a iniciativa, que conta com apoio do Sebrae, promove o encontro de empreendedores com a economia de baixo carbono. O objetivo é aproximar 720 pequenas e médias empresas do Brasil e de 28 Estados membros da União Europeia (UE) a partir de uma série de rodadas de negócios entre agosto de 2016 a dezembro de 2017.

Com esta parceria, a FIMAI ECOMONDO Brasil vai facilitar a interação e prospecção de negócios bilaterais atendendo a demanda do pequeno e médio empreendedor no mercado ambiental. A cooperação entre PMEs do Brasil e da Europa contribui com o esforço global de combate às mudanças climáticas. Entre os benefícios para as PMEs estão inclusos custos de viagem patrocinados pela UE, receber aconselhamento e assistência  para desenvolvimento de negócios (Brasil e UE), estimular a inovação tecnológica, competitividade e sustentabilidade das PMEs, incrementar o faturamento com exportações e preparar para receber assistência financeira da UE para o desenvolvimento de parcerias no âmbito da Low Carbon Brazil.

 

Comitê Científico

A FIMAI ECOMONDO Brasil conta com um Comitê Científico organizador do evento, formado por presidentes e diretores das mais importantes entidades reguladoras e associações ligadas ao setor, para respaldar os critérios técnicos da feira e seminários: MMA – Ministério do Meio Ambiente, FIESP – Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas, AESabesp – Associação dos Engenheiros da Sabesp, ABPCEA – Associação Brasileira de Prevenção e Controle de Emergências Ambientais, ABETRE – Associação Brasileira de Empresas de Tratamento de Resíduos e Efluentes, ABRELPE – Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais, ABESCO – Associação Brasileira das Empresas de Serviços de Conservação de Energia, CEMPRE – Compromisso Empresarial para a Reciclagem, Escola Politécnica da USP – POLI-USP, CETESB – Companhia Ambiental do Estado de São Paulo e IPT – Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo.

“A participação efetiva dos mais importantes players ligados à área de sustentabilidade na indústria é um diferencial para fomentar o network e negócios promissores no maior encontro de tecnologias, equipamentos, produtos e serviços ambientais da América Latina”, destaca Leonardo Cesare, coordenador da FIMAI ECOMONDO.

Em paralelo acontecem o XVIII SIMAI – Seminário Internacional de Meio Ambiente Industrial e Sustentabilidade, com temas sobre Resíduos, Energia e Água, que objetivam o atendimento às principais demandas técnica-informativas do profissional que atua no setor industrial; e a 2ª OIL SPILL Brazil Conference & Exhibition 2016, cuja programação contempla os variados âmbitos da segurança ambiental e ferramentas para o atendimento as emergências ambientais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *